Leitura Fashion: A Parisiense por Ines de la Fressange

A Parisiense (3)

Hey hey,

Hoje eu trouxe mais uma indicação de leitura fashion, A Parisiense.

Quem já leu? É um dos meus livros favoritos da vida (assim como Girlboss, mas a lista é enooorme).

Ines de la Fressange, a autora, é designer de moda, modelo, perfumista e francesa, mas não é Parisiense, assim sua primeira lição: ser uma Parisiense é muito mais do que uma forma de se vestir, é um estilo de vida. É sobre isso que aprendemos no livro, como ser uma Parisiense, muito mais do que apenas nos vestirmos como uma.

O livro tem uma leitura muito gostosa, ele tem ilustrações e fotografias divertidas para acompanharem o senso de humor leve de Ines e Sophie (Gachet, co-autora do livro). Ele se divide em 4 partes: Como se vestir como uma Parisiense, seus cuidados de beleza, a decoração e a Paris de Ines (é como um guia turístico na visão de Ines).

A Parisiense (1)

Vamos a alguns ensinamentos das Parisienses que podemos levar pra vida:

  •  Use o que lhe cai bem:Você nunca vai ouvir uma parisiense se queixar de que a saia está muito curta(…)” Conhecer o seu corpo e saber o que fica bom em você ou não é essencial.
  •  Não ser vítima da moda: antes de comprar algo pense se usaria aquela roupa hoje à noite, se a resposta for não… bom, já sabemos; assimile as tendências, não se jogue de cabeça numa roupa ou estilo só porque está na moda, a Parisiense está informada sobre o que está in e out e sabe adaptar isso ao seu estilo.
  • Descombine:Nada de usar tudo combinadinho! É o grito de guerra da Parisiense.” Isso é basicamente sobre não seguir todas as regras da moda à risca (inclusive essa lista). Um exemplo da própria Ines: Suéter de paetês com calça masculina(e não com saia).
  • Atenção aos acessórios: eles fazem toda a diferença em um look, transforma uma produção básica a algo com muito estilo.
  • Invista em peças chave: um bom blazer, o little black dress, uma camiseta básica e um jeans perfeito (ela também fala sobre o Trench Coat, mas eu, particularmente, não acho que combine com nosso clima tropical, lembrem-se da regra de não seguir todas as regras).

Bom, essas são algumas das (muitas) dicas que eu separei do livro, algumas eu adoro (como essas) e outras eu acho que não se adaptam muito bem a nossa realidade, mas é o estilo da Parisiense que esta sendo descrito no livro e não o da Brasileira (Alô, Glorinha Kalil, cadê você para escrever A Brasileira?).
Eu gostei bastante desse livro, já reli algumas vezes, mas acho que muito mais do que seguirmos o estilo da Parisiense, devemos seguir o nosso próprio, só que nada nos impede de buscarmos, sempre, novas fontes de inspiração. Indico a leitura!

Comprei há alguns anos na Saraiva e paguei R$ 39,90 (se não me engano), mas é possível encontrar em alguns lugares mais baratos (já vi que na amazon está por R$22,74).

  • E vocês já leram? O que acharam do livro? Alguma indicação para o próximo post de livro?

Leitura Fashion: #GIRLBOSS de Sophia Amoruso

girlboss (1)Hey Hey,

Hoje vim trazer pra vocês a indicação de um dos meus livros favoritos do momento, #GIRLBOSS da Sophia Amoruso.

Se você não conhece Sophia Amoruso, você tá muito por fora vou te explicar, ela é “a fundadora, CEO e diretora criativa da Nasty Gal, uma loja virtual de mais de 100 milhões de dólares” (descrição do próprio livro). Agora, se você ainda não conhece a Nasty Gal, entre a-g-o-r-a no site e conheça. A Nasty Gal, não é uma marca de roupas, o site possui diversas marcas, mas todas com uma pega vintage, boho e bem descolada. Roupas, sapatos e acessórios, look completo! E para quem é/está na Califórnia, a Nasty Gal tem duas lojas físicas! Em Santa Mônica e Melrose (caso você tenha a sorte de estar perto de algum desses dois lugares aqui está o endereço!)

Sobre o livro: pra começar, NÃO é um livro de moda (mas Sophia prometeu que um está por vir #noaguardo), ele é sobre a história da Sophia, desde sua adolescência conturbada (e põe conturbada nisso) até o sucesso da Nasty Gal, como ela começou vendendo roupas no E-Bay e os perrengues que ela passou no começo do site. Tudo de forma bem humorada e leve.

Curiosidade: a primeira coisa que Sophia vendeu no E-Bay foi um livro roubado!

Ela mostra pra gente, principalmente, o que ela aprendeu de cada fase e cada lição da vida e como isso a tornou uma #GIRLBOSS (sim, com # e letras maiúsculas); ela quer nos mostrar que o caminho não é fácil , mas que é possível sim chegar aonde você quer chegar e ser muito bem sucedida na sua carreira, seja ela qual for!

E se você ainda não entendeu o que é ser uma #GIRLBOSS, lá vai:

“Uma #GIRLBOSS é alguém que é responsável pela própria vida. Ela consegue o que quer porque trabalha para isso. Como uma #GIRLBOSS, você assume o controle e aceita a responsabilidade. Você é uma lutadora.[…] Você leva a vida a sério, mas não se leva a sério demais. Você vai ter quer dominar o mundo e modificá-lo no processo. Você é foda.”
Sophia Amoruso.

Ou seja, ela  faz parte do time (e nos inspira a sermos parte dele também): Who run the world? GIRLS.

Minha opinião: Eu gostei muito do livro, ele faz com que você tenha vontade de levantar do sofá na hora pra fazer alguma coisa, mudar de vida, procurar um novo emprego e tentar ser a melhor possível naquilo que você faz, mesmo que não seja o emprego dos seus sonhos. Faz você querer sair da sua área de conforto, pra tentar fazer algo que valha, realmente, a pena! E também mostra que o caminho do sucesso não é fácil, na verdade, é difícil, é arriscado e mesmo quando você já está lá, ainda é preciso tomar cuidado e se esforçar pra continuar no topo, mas cada risco e tropeço são necessários. É quase um livro de auto-ajuda, mas você não percebe. São 244 páginas de inspiração!

Comprei o livro na Saraiva e custou R$ 39,00. Você também encontra em outras livrarias, tanto em lojas físicas como online.

girlboss (2)

Quote favorito do livro! Levante jáá do sofá e vá correr atrás daquilo que você deseja! Go Girl! Seja uma #GIRLBOSS.

  • E vocês minhas “#GIRLBOSSES”, quem já leu o livro? Gostaram também? Não esqueçam de deixar tudo que vocês acharam aqui pra mim!